5 min de leitura

Objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU: saiba como se dará o combate à pobreza até 2030

O Combate à pobreza é o maior desafio global quando se fala em um desenvolvimento sustentável do planeta para os próximos anos.

Por esse motivo, a erradicação da pobreza é o objetivo número um da Agenda 2030 planejada em 2015 na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) por diversos líderes mundiais.

Junto com outros dezesseis objetivos contidos no plano de ação, a lista de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é composta por metas ousadas e ambiciosas.

Através de uma iniciativa coletiva, envolvendo diversas partes e pessoas a nível global, os maiores propósitos da Agenda são erradicar a pobreza, proteger o planeta, e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade até o ano de 2030, poupando as futuras gerações dos efeitos adversos do clima.

Em meio ao aumento da desigualdade e do número de brasileiros em situação de pobreza no País durante esse ano, o desafio para cumprirmos as metas dos ODS é ainda maior.

Para entender quais são os objetivos e maiores desafios para atingi-los, continue lendo abaixo.

Agenda 2030 para um desenvolvimento sustentável

A criação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) em 2000 pela ONU com o apoio de 191 nações, foi reconhecido como o maior e mais bem sucedido movimento contra a pobreza.

Em 1990, quase metade da população dos países em desenvolvimento vivia em extrema pobreza. Passados 15 anos dos ODM, e trabalhando com apenas oito metas, menos da metade dessas pessoas viviam nessa situação.

Aprendizados surgiram durante todos esses anos, sendo que o desenvolvimento dos ODS buscou contemplar todas as ideias e oportunidades identificadas durante o processo.

Abaixo, e em mais detalhes, são listados os dezessete objetivos para um desenvolvimento sustentável até 2030:

  1. Erradicação da pobreza: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares
  2. Fome zero e agricultura sustentável: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável
  3. Saúde e bem-estar: Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades
  4. Educação de qualidade: Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos
  5. Igualdade de gênero: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas
  6. Água potável e saneamento: Assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento para todos
  7. Energia limpa e acessível: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos
  8. Trabalho decente e crescimento econômico: Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente para todos
  9. Indústria, inovação e infraestrutura: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
  10. Redução das desigualdades: Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles
  11. Cidades e comunidades sustentáveis: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
  12. Consumo e produção responsáveis: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis
  13. Ação contra a mudança global do clima: Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos
  14. Vida na água: Conservar e promover o uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável
  15. Vida terrestre: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda
  16. Paz, justiça e instituições eficazes: Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis
  17. Parcerias e meios de implementação: Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

Dentro de cada objetivo descrito acima, existem metas que contemplam articuladamente as três dimensões do desenvolvimento sustentável – ambiental, social e econômica.

No total são 169 metas, e 231 indicadores globais, sendo que o desafio mais imediato dos países e da UNSD (Divisão de Estatística das Nações Unidas) trata-se da medição desses números.

O acompanhamento dos resultados em relação às metas planejadas dentro de cada região, país e cidade, é um ponto-chave para o sucesso dos ODS.

Para melhor entendimento, veja abaixo um exemplo de como a estrutura, para a gestão das ações e seus indicadores, está desenhada:

Fonte: Plataforma Agenda 2030

O Grupo Interagencial de Peritos sobre os Indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (IAEG-SDGs) é o responsável por acompanhar a implementação dos ODS e suas metas a nível global.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é um dos atuantes dentro desse grupo, que é composto por 27 representantes de Escritórios Nacionais de Estatísticas das mais variadas partes do mundo. A atuação do instituto se dá em nome do Brasil, dos países do Mercosul e do Chile.

Quais as metas para o combate à pobreza?

O objetivo de maior desafio para o alcance do desenvolvimento sustentável é o número um: erradicação da pobreza.

O ODS 1 está diretamente relacionado ao ODM 1 de 2000: Acabar com a fome e a miséria.

Dentre os anos 2000 e 2015, e decorrente das ações do objetivo citado acima, houve grandes avanços para o desenvolvimento humano, e uma significativa redução da miséria. Mas ainda assim não eliminou totalmente a pobreza extrema.

São 700 milhões de pessoas no mundo vivendo com menos de US$ 1,90 por dia, e mais da metade da população global vivendo com menos de US$ 8,00 por dia.

Soluções devem e estão sendo cada vez mais pensadas de forma multidimensional. Prova disso é que os objetivos contemplados na Agenda 2030 envolvem os mais diversos setores.

Educação, saúde, igualdade e clima são exemplos de objetivos que em conjunto trarão o tão desejado desenvolvimento sustentável.

Conheça abaixo, as metas globais para a erradicação da pobreza até 2030:

Fonte: Plataforma Agenda 2030

Cenário da pobreza no Brasil e maiores desafios

Segundo dados do IBGE de 2017, a pobreza aumentou no último ano e já atinge 54,8 milhões de pessoas no Brasil.

Além disso, o País avançou um degrau no ranking mundial de desigualdade de renda, alcançando a nona colocação dentre os países mais desiguais do planeta.

O Nordeste detém o maior percentual dentre a população em situação de pobreza, sendo que a metade dos habitantes do Norte e Nordeste vive com até meio salário mínimo.

Veja o mapa da pobreza no Brasil segundo dados do IBGE de 2017:

É importante um olhar com maior atenção para o aumento do número de crianças e adolescentes abaixo da linha da pobreza.

Outro ponto que merece destaque é a importância de se trabalhar políticas específicas para o grupo mais vulnerável dentre os analisados. São as mulheres negras que têm a responsabilidade de criar seus filhos sozinhas, e possuem menor acesso aos serviços básicos, como educação, proteção social e saneamento básico.

Perceba que os desafios para a erradicação da pobreza são grandes, pois além de o número estar avançando no País nos últimos anos, vivemos em um momento de incerteza política a nível mundial.

Vale ressaltar que as políticas públicas precisam ser pensadas de forma intersetorial, planejando metas nas mais variadas dimensões, como Educação, Saúde e Assistência Social.

Com a superação de todos essas dificuldades, será muito mais fácil o caminho para alcançar um desenvolvimento sustentável e em consequência o combate à pobreza, tanto no Brasil quanto a nível global.

********

E então? Conseguiu entender o que são os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU? Acredita que é possível erradicar a pobreza mundial? Conta para nós a sua experiência, será um prazer ouvi-lo!

Se gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros textos como este!

Quer ficar por dentro das novidades?

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


Portabilis Tecnologia

A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.