4 min de leitura

Como lidar com a falta de interesse dos pais na vida escolar dos filhos?

Um dos fatores que mais impactam no desempenho escolar dos alunos é a falta de interesse dos pais na vida escolar de seus filhos. A escola tenta, de várias formas, manter a comunicação com os responsáveis pela criança, porém, nem sempre é correspondida.

Existem diferentes perfis de pais. Há aqueles que não se envolvem e, também, os que participam, porém, de maneira equivocada, através de intensas cobranças. Sem falar nos alunos que apresentam sinais de maus-tratos, deixando a escola em uma situação delicada.

De acordo com um estudo realizado pelo movimento Todos pela Educação, no Brasil, o perfil ideal de pais comprometidos com a educação corresponde a apenas 12% do total. O restante se divide em:

  • Envolvidos com a escola: 25%; 
  • Vinculados aos filhos: 27%; 
  • Intermediários: 17%;
  • Distantes: 19%.

 

Conforme números trazidos pela Prova Brasil de 2015, 94% dos profissionais de educação afirmam que o fator de maior relevância no desempenho dos alunos é o acompanhamento dos pais em sua vida escolar, seguido de aspectos como, esforço dos estudantes, meio social, nível cultural dos pais e indisciplina.

O impacto da falta de interesse dos pais na vida escolar dos filhos

A participação na vida escolar dos filhos se dá pelo envolvimento dos pais com as tarefas, incentivo através de conversas sobre a escola, visitas periódicas à instituição de ensino e estímulos para que as crianças e adolescentes despertem sua curiosidade, explorem e expressem suas ideias livremente.

A partir do momento que se sentirem acolhidas por seus pais ou responsáveis, serão mais autoconfiantes e, em consequência, terão um comportamento cooperativo, autocontrole, espontaneidade e maior disposição para aprender.

O que as crianças presenciam em casa, levam para o ambiente escolar. Quando não recebem a atenção que necessitam dos pais, acabam replicando esse descomprometimento na escola.

Como lidar com a falta de interesse?

Em primeiro lugar, a escola precisa avaliar se a maneira como está se comunicando com os pais é a ideal. Para cada perfil, existe um meio mais adequado.

Por exemplo, escrever longos recados para pais com baixa escolaridade não é a melhor forma de enviar mensagens. Talvez um WhatsApp bem objetivo seja mais efetivo. 

Em vez de a escola determinar a agenda das reuniões com as famílias, peça que os participantes definam o melhor dia para eles, assim, o comprometimento será maior. No caso de os pais continuarem faltando aos encontros, a escola poderia, em caráter de exceção, agendar horários no tempo que é reservado para o trabalho pedagógico coletivo (HTPC).

Ter alguém, na porta, no momento da entrada e saída dos alunos é, também, uma alternativa interessante para incentivar a comunicação entre escola, pais e responsáveis.

Porém, se essas medidas já foram colocadas em ação e, ainda assim, não funcionaram, as dicas abaixo podem lhe ajudar.

Envie mensagens aos pais em um tom cordial

Por mais que os gestores e professores estejam cansados da falta de interesse dos pais, enviar recados grosseiros não resolverá a situação, pelo contrário, pode agravá-la.

Da mesma forma, em vez de simplesmente falar sobre o problema com a família, proponha soluções para que consigam lidar com a questão. Afinal de contas, pais e escola precisam trabalhar juntos pela educação das crianças e adolescentes. 

Alerte-os que cobrança não é acompanhamento

Muitos pais acreditam que acompanhar a vida escolar de seus filhos é fazer cobranças. Essa é uma ferramenta que deve ser utilizada em último caso. Se comprometer com a educação é muito mais do que cobrar tarefas e notas.

Estudar não precisa ser uma obrigação, o aprendizado deve acontecer de forma agradável e natural. Por isso, é importante que a escola alerte os pais sobre o papel deles na educação de seus filhos. Peça para que não cobrem, mas sim, os estimulem, conversem e prestigiem.

Tome as medidas necessárias quando o aluno estiver doente, mesmo que os pais não compareçam

Em casos em que o aluno fica doente, a escola precisa avisar os pais imediatamente. Porém, nem sempre eles comparecem. O que fazer nessa situação?

Primeiro, verifique se o caso precisa ser levado adiante. Muitas vezes, tratam-se de ocorrências leves que podem ser resolvidas na própria escola.

Porém, se os pais não se pronunciarem sobre o ocorrido e for necessário um médico, o aluno deve ser acolhido e encaminhado a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) ou a um hospital. 

Para casos graves, alguém da equipe de gestão pode ir diretamente ao endereço dos pais ou responsáveis para que a situação seja resolvida o mais breve possível.

Comunique o Conselho Tutelar em caso de negligência, abandono ou maus-tratos

Se a escola identificar casos de negligência, abandono ou maus-tratos, precisa comunicar o Conselho Tutelar imediatamente. 

Não tenha medo de tomar esta atitude, pois a função do órgão é proteger a criança e o adolescente. Antes de retirar a guarda dos filhos, várias ações são executadas com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e superar a situação de vulnerabilidade.

Vale lembrar que, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), comunicar o Conselho Tutelar é uma obrigação da escola e não deve ser negligenciada.

Leia também:

Converse com o aluno e o ajude

A escola tentou de tudo, mas não consegue vencer a falta de interesse dos pais. A comunicação, simplesmente, não funciona. O que a equipe deve fazer?

Lembrando que, mesmo que o aluno seja emancipado, a família é responsável pelo adolescente até que tenha 18 anos de idade.

Diante dessa situação, resta à escola dar total apoio ao aluno. Conversar com ele e o ajudar o máximo que puder. O que não pode acontecer é a negligência de ambas as partes, pais e escola.

 

********

E então? Gostou das dicas para lidar com a falta de interesse dos pais na vida escolar dos filhos? Tem algo a mais que é feito na sua escola e que não citamos aqui? Conta para nós a sua experiência, será um prazer ouvi-lo!

Se gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros textos como este!

    Quer ficar por dentro das novidades?

    Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


    Portabilis Tecnologia

    A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.