2 min de leitura

Como um professor de escola pública pode manter uma rotina saudável?

Powered by Rock Convert

Muitas provas para corrigir, planos de aulas para serem revistos ou incrementados e ainda aquela dor de cabeça por conta de uma confusão na escola. Essa rotina pode parecer fictícia, mas é bastante real na vida de um professor de escola pública.

Esse profissional enfrenta muitos dilemas no seu ambiente de trabalho. Porém, com algumas táticas é possível encontrar uma rotina saudável e ter convicções de que a educação pública tem jeito sim.

Quer saber como? Acompanhe este texto e descubra 3 dicas para o professor de escola pública aprimorar o seu dia a dia de trabalho e ter uma vida mais equilibrada.

1. Utilize o método GTD

Sabe aquelas aulas para planejar, material dos alunos para corrigir e reuniões para participar? Tudo isso pode ser organizado a partir do método GTD. A sigla vem do inglês Getting Things Done e o método é apresentado por David Allen no seu livro “A arte de fazer acontecer”.

Esse método reúne uma série de etapas para cumprir tarefas. A ideia principal é se concentrar em uma única atividade, livrando a mente de outras preocupações. Em uma das fases desse processo, é preciso coletar e listar as informações que fazem parte da rotina.

Por exemplo, organize em um calendário os compromissos previstos para o ano todo, como as datas dos planos de aula e reuniões de pais e sempre deixe esse calendário com você. As tarefas rotineiras devem respeitar as datas pré-programadas.

Outra prática que pode ser feita com esse método é criar um arquivo físico para guardar provas, trabalhos e demais atividades dos alunos. A intenção é não misturar esses papéis com as coisas do professor. Sendo assim, sua rotina vai ficar mais prática e fácil de organizar.

Powered by Rock Convert

2. Entenda que o professor de escola pública deve solucionar conflitos imediatamente

Durante a rotina escolar, não é raro que o professor volte para casa com algum mal-estar e preocupação causados por desentendimentos com alunos. Geralmente, essas situações acontecem porque o professor deixa essa desavença se repetir por muitas vezes. Assim, a situação fica cada vez mais complicada de ser resolvida.

Para não comprometer o bem-estar do professor, é necessário solucionar essas intrigas o mais rápido possível. Assim que o professor perceber um problema ou confusão pontual, deve chamar o aluno e conversar com ele.

O educador deve também demonstrar interesse em resolver a situação de forma amigável. Dessa forma, ele evita de levar algum estresse ou inquietação para casa e para a aula no dia seguinte.

3. Utilize tecnologias para ajudar os alunos

O aprendizado dos alunos é algo que o professor sempre se sente responsável. Isto é, quando um aluno não vai bem em uma matéria, isso interfere na rotina do professor. Afinal ele tem que formular outros materiais e abordagens a fim de ensinar de outra forma para esse aluno. E é aí que entram as tecnologias.

Por exemplo, durante um reforço escolar, o professor pode indicar materiais para o aluno fazer num tablet ou computador. Podem ser jogos ou outros recursos educacionais que reforçam os conceitos que aquele aluno precisa aprender.

Com essas dicas possivelmente o professor de escola pública vai melhorar suas rotinas e resultados. Além de pôr essas orientações em prática, o educador pode buscar também outras maneiras de tornar o ambiente escolar mais equilibrado. Para isso, conheça algumas estratégias para ambiente escolar saudável.

Aprovou essas informações? Então compartilhe este texto com seus amigos nas redes sociais!

Powered by Rock Convert

Quer ficar por dentro das novidades?

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


Portabilis Tecnologia

A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.