3 min de leitura

Dia Internacional das Mulheres na Portabilis

A Portabilis preparou diversas ações para comemorar o Dia Internacional das Mulheres!

Elaboramos uma série de posts para os nossos perfis nas mídias sociais em que apresentamos mulheres que são referências nas áreas de Educação, Assistência Social e Tecnologia. O intuito foi divulgar a trajetória profissional de cada uma delas e inspirar outras mulheres.

Além disso, contamos com a participação das nossas Portabilers para uma ação reflexiva convidando profissionais da nossa equipe para compartilhar os desafios de ser mulher na área de Tecnologia e concluímos nossa ação com uma roda de conversa sobre empoderamento feminino e síndrome da impostora. 

Mulheres na Educação

Conheça as mulheres que fizeram grandes contribuições à Educação e nos inspiram de diferentes formas a pensar sobre práticas educativas e transformação social. 

Sonia Guimarães

Primeira brasileira negra com PhD em Física e primeira mulher negra a lecionar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA, desde 1993. Além disso, é  ativa na luta antirracista e feminista. 

Lydia Hortélio

Educadora, pesquisadora, musicóloga e fundadora da Casa das Cinco Pedrinhas. Catalogou manifestações culturais brasileiras e reuniu milhares de brinquedos musicais, edificando a importância das brincadeiras na infância. 

Maria Firmina Reis

É considerada a primeira escritora brasileira, sendo pioneira na crítica antiescravista da literatura nacional. Além disso, foi a primeira mulher aprovada em um concurso público no Maranhão, como professora de primário.

Maria Montessori

Médica, educadora e pedagoga italiana. Desenvolveu um método que é baseado no potencial individual, na liberdade e atividade de cada criança, desde a primeira infância. O método Montessori é reconhecido mundialmente.

Guacira Lopes Louro

Doutora em Educação, fundou o Grupo de Estudos de Educação e Relações de Gênero – GEERGE da UFRGS. É professora, pesquisadora, escritora e uma grande referência nos estudos de gênero, sexualidade e educação. 

Mulheres na Assistência Social 

A contribuição das mulheres na Assistência Social é bastante significativa. Selecionamos 5 profissionais que deixaram (e deixam) um legado importante para a área e para as(os) assistentes sociais que vieram depois delas. 

Maria Josephina Albano

Além de ter feito parte da primeira turma de Serviço Social do Brasil (1940),  atuou em diversas áreas, incluindo a docência e cargos de planejamento urbano. Suas contribuições e conquistas foram reconhecidas no Brasil e América Latina.

Marilda Iamamoto

É reconhecida internacionalmente por sua dedicação à carreira acadêmica e compromisso com a área de Serviço Social. Além de professora e pesquisadora, é  autora de livros e artigos publicados nacional e internacionalmente.

Ivone Lara

O grande nome do samba também é uma referência na Assistência Social, especialmente por ter sido uma das primeiras assistentes sociais negras. Além disso, o seu legado inclui a luta antimanicomial no Brasil.

Luziele Tapajós

Uma das principais responsáveis pela implantação da Rede SUAS. É  professora e pesquisadora no Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

Janice Merigo

Mestre em Serviço Social, já atuou em diversos cargos, de professora e coordenadora à  Presidente do Conselho Estadual de Assistência Social – CEAS. Atualmente, é assessora em Políticas Públicas da Federação Catarinense de Municípios – FECAM.

Mulheres na tecnologia 

As mulheres da tecnologia também estão na nossa série! 

Essa é uma área que está crescendo muito e cada vez mais há mulheres ocupando esse espaço. Continue a leitura e conheça 5 profissionais que são referência no desenvolvimento de produtos ou no empreendedorismo.

Teresa Torres

Reconhecida nacional e internacionalmente pela sua abordagem em Product Discovery. Além de palestrante, escritora e coach, é  fundadora do Product Talk.

Nina Silva

Foi  premiada como “Mulher mais Disruptiva do Mundo de 2021 (Women in Tech)” e é sócia do Movimento Black Money e CEO da D´Black Bank, uma fintech que conecta consumidores a empreendedores negros.

Regina Acher

Apaixonada por inovação no processo de aprendizagem e educação,  é cofundadora da Laboratoria no Brasil. O principal objetivo é reverter a desigualdade de gênero, aumentando a participação das mulheres na tecnologia

Cristina Junqueira

Graduada em Engenharia de Produção pela USP,  é co-fundadora e CEO de uma fintech, o Nubank. Atualmente, é reconhecida como uma das mulheres mais ricas do Brasil. 

Camila Achutti

Mestre em Ciência da Computação pela USP e fundadora de duas startups milionárias:  Mastertech e Ponte21. É ativa na luta contra a desigualdade de gênero no mercado da tecnologia.

Mulheres que empoderam mulheres

Para completar a nossa série de “Mulheres que empoderam Mulheres”, convidamos as nossas Portabilers para falar um pouco sobre empoderamento, ambiente de trabalho e como é trabalhar na área de tecnologia.

Quais outras mulheres que são referências na área de educação, assistência social, tecnologia? Compartilhe com a gente nos comentários e vamos fortalecer essa rede!

    Quer ficar por dentro das novidades?

    Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


    Portabilis Tecnologia

    A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.