4 min de leitura

Abandono e evasão escolar: saiba quais são as maiores causas e atue através de indicadores

Quando o aluno deixa de frequentar as aulas durante o ano letivo, o índice de abandono escolar aumenta. Caso ele não volte para a escola no ano seguinte, deixando de se rematricular, os números da evasão escolar se elevam.

As causas do aumento desses índices podem ser inúmeras, desde a dificuldade no aprendizado, necessidade de trabalhar para ajudar nas contas de casa, até à falta de indicadores que facilitem o diagnóstico, como forma de buscar alternativas para diminuir o abandono e a evasão.

Os números não mentem, dados levantados através do Censo Escolar em todo o Brasil nos mostram que a média de abandono no ensino fundamental e médio registraram em 2017 um percentual de 1.6% e 6.1%, respectivamente. 

A evasão é ainda mais preocupante, com índices médios em 2015 de 3.6% no ensino fundamental e 11.2% no ensino médio. São realmente altos, não é mesmo?Abaixo você pode ver um mapa detalhado por região desses dados levantados pelo Inep. É possível comparar essas informações com os indicadores da sua escola, avaliando se estão abaixo ou acima da média, e elencando objetivos para diminuir cada vez mais os percentuais de abandono e evasão, contribuindo assim para a melhora desses índices no Brasil.

Como descobrir as maiores causas de abandono e evasão escolar?

Para obter esses dados, diagnosticar e tomar decisões antes que o abandono e a evasão aconteçam, é necessário que a informação esteja disponível da maneira mais simples e acessível para o gestor.

Desta forma, vamos lhe dar algumas dicas para facilitar as análises e fazer com que os alunos continuem frequentando a escola, e mais do que isso, proporcionando o aprendizado que todos possuem direito.

1- Informatize os dados

É muito difícil analisar os dados se não estiverem registrados em um sistema. Para você organizá-los em um único local de tal forma que lhe gerem ideias de melhoria nos índices da escola, você vai precisar informatizar e desburocratizar os processos.

Livre-se dos papéis através de um software, de preferência um que seja livre, como o i-Educar. Assim você não ficará preso ao pagamento de licenças, podendo contratar o prestador de serviços que achar mais qualificado para implantação e suporte do sistema.

Depois de ter em mãos um sistema para gerenciar os dados, você vai perceber que além de ter a possibilidade de analisar os indicadores e tomar decisões de forma muito mais embasada, o professor economizará o tempo que gastava preenchendo papéis e poderá utilizá-lo para preparar aulas ainda mais atrativas.

2- Utilize indicadores para prever e evitar o abandono e a evasão escolar

Com o lançamento das notas e faltas direto no sistema, você conseguirá acompanhar em tempo real o desempenho dos alunos, e prever aqueles que possuem predisposição ao abandono e à evasão escolar.

Através do boletim escolar do sistema i-Educar, por exemplo, à medida que os lançamentos das notas são feitos, o software já calcula a média considerando as etapas lançadas, e vai alterando com os próximos lançamentos. Desta forma, você conseguirá identificar aqueles alunos que estão com a média abaixo do esperado.

Essa possibilidade lhe permite atuar proativamente, providenciando o amparo que o aluno precisa e possibilitando que ele supere os obstáculos no aprendizado antes que haja a desmotivação e em consequência o abandono.

Com o diagnóstico em mãos daqueles que estão com as notas baixas, você pode fazer aulas de reforço, avaliações e métodos diferenciados, buscando superar as principais dificuldades desses alunos.

No caso de faltas seguidas, procure o auxílio de outros setores, como o Conselho Tutelar, para entender o porquê da baixa frequência e buscar soluções para o retorno do aluno às aulas.

Um outro indicador que poderá contribuir na estratégia para combater os causadores da evasão e do abandono é o comparativo de médias por disciplina.

Observe no gráfico abaixo, as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática são as únicas em que os alunos estão com a média abaixo de 7. Com base nessa informação, os professores poderiam tentar uma outra forma de dar aulas, procurando aproximar os conteúdos à realidade dos alunos, por exemplo.

3- Avalie os principais focos do problema e atue nas causas

Pode acontecer de uma determinada escola do município ter índices de abandono e evasão maiores que as demais escolas vinculadas à secretaria, o que acaba elevando a média geral.

Essa escola pode ter uma particularidade que se você olhar como um todo não perceberá o foco do problema, e fará esforços em vão.

Mais uma vez, os relatórios e indicadores auxiliarão em um diagnóstico ágil, lhe mostrando os pontos de atenção. Não somente comparando escolas, mas também analisando cursos, turmas, anos e séries entre si.

Um exemplo é o gráfico de rendimento e movimento escolar do i-Educar, nele é possível comparar o número de desistências entre as escolas e focar naquelas que o percentual está maior. No final do relatório você ainda consegue visualizar o total geral de todas as escolas, comparando aprovados, reprovados, transferidos e desistentes. Bacana, não é mesmo?

Com o diagnóstico em mãos, direcione os esforços nos principais causadores do problema e atue de forma proativa, procurando entender os motivos das faltas, se aproximando dos alunos e mostrando interesse em ajudar, mas de maneira alguma repreender.

Os professores também precisam ser ouvidos, principalmente das disciplinas que registrarem menor índice de frequência. Proponha a eles dicas para manter os alunos interessados na sala de aula, como por exemplo, utilização de recursos visuais, criação de debates que se aproximem da rotina dos alunos, ressaltando a importância de um ambiente acolhedor e cativante.

No final das contas, todos ganharão, não é mesmo? O aluno se sentirá motivado a frequentar as aulas, os professores notarão a diferença nas interações com os conteúdos ministrados, e as escolas e secretaria terão seus índices de abandono e evasão escolar diminuídos. 

É o mundo perfeito e totalmente possível, através de algumas atitudes como essas sugeridas no texto.

********

E aí? Você já aplica alguma dessas ações na sua secretaria? Acha que é possível reduzir ainda mais o abandono e a evasão escolar? Conta para nós a sua experiência, será um prazer ouvi-lo!

Se gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros textos como este!

Quer ficar por dentro das novidades?

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


Portabilis Tecnologia

A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.