4 min de leitura

Jogos educativos: como torná-los aliados da aprendizagem

Powered by Rock Convert

Você utiliza alguma atividade lúdica para complementar o conteúdo das suas aulas? Pois saiba que há diversas maneiras de tornar o aprendizado do aluno mais instigante, e o uso de jogos educacionais é um deles.

Neste post, vamos explicar como esses jogos podem ser aliados importantes do professor no processo de ensino e aprendizagem. Vamos abordar desde a educação infantil até o ensino médio, mostrando maneiras de inserir os games no dia a dia da educação.

Ficou interessado no assunto? Então continue com a leitura:

Os jogos educativos no ensino infantil

Para inserir os jogos nas suas aulas, especialmente no ensino infantil, é viável começar com alguns bem conhecidos.

A prática com jogos será benéfica ao desenvolvimento cognitivo das crianças, pois, ao montar as peças nesses jogos, exercita-se ambos os lados do cérebro do aluno: tanto o lado direito — que é responsável pela parte do raciocínio lógico — quanto a parte esquerda — que lida com informações abstratas.

O tangram

O tangram, particularmente, estimula o aluno a exercitar a resolução de problemas ao levá-lo a planejar o local exato da colocação das peças. Além disso, como várias figuras podem ser montadas de maneiras diferentes, o aluno também desenvolve a sua criatividade.

Outra competência cujo desenvolvimento é fomentado com o tangram é a noção espacial. Isso ocorre no instante da busca do melhor posicionamento das formas geométricas dadas no jogo para que se construam as imagens.

A adedanha

Outro jogo muito popular, além de fácil de implementar nas aulas do ensino infantil, é a adedanha. Jogos como esse possibilitam a expansão do vocabulário do aluno, abrindo a sua percepção classificatória no instante em que propõem a ideia de segmentação e de agrupamento de conceitos.

Os jogos educacionais para alunos do fundamental e médio

Para turmas das séries finais do ensino fundamental e até mesmo do ensino médio, jogos clássicos de tabuleiro — como War e batalha naval — poderão ser ótimas opções para desenvolver o raciocínio lógico e as noções geográficas.

Além disso, ambos os jogos podem ser pensados em interface com conteúdos de História ou de Geografia Política do ensino médio como um complemento lúdico à parte expositiva de uma aula.

Os jogos digitais

Uma forma de viabilizar maior engajamento em turmas do ensino médio é inserir jogos digitais no processo educacional. Com o avanço galopante das tecnologias da informação e comunicação (TIC), bem como da cultura digital, esse é certamente um passo na direção certa quando se fala em conseguir maior engajamento e interesse dos adolescentes nas suas aulas.

Whack a Bone

Entre as possíveis apostas em ferramentas digitais para trabalhar em sala de aula destacamos o jogo Whack a Bone. Além de disponível para se jogar direto do navegador de internet, também oferece versões mobile para iOS e Android.

Esse game pode ser bem utilizado pelo professor de Ciências das séries finais do ensino fundamental como um recurso complementar às aulas sobre fisiologia. Na verdade, ele foi desenvolvido por um professor australiano de Ciências e de Educação Física que tinha como objetivo de ajudar os seus alunos a entenderem a estrutura óssea do corpo humano.

No game, por meio dos personagens animados, o jogador é conduzido por entre puzzles e desafios que têm como objetivo fazer com que ele consiga memorizar a nomenclatura dos ossos de cada parte do corpo humano.

PHET

Outra opção com jogos educacionais variados disponíveis gratuitamente é a página PHET, da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos.

Powered by Rock Convert

O site está inteiramente traduzido para o português, e as suas simulações em HTML podem perfeitamente ser executadas em qualquer computador, estando ele conectado à internet ou não (o conteúdo do site pode ser baixado para ser usado off-line).

As simulações disponibilizadas estão divididas entre conteúdos de:

  • Biologia;
  • Química;
  • Física;
  • Matemática;
  • e Ciências da Terra.

Além disso, há vários recursos exclusivos disponibilizados para professores.

Essa plataforma fantástica oferece joguinhos interativos para que os alunos possam aprender conteúdos como expressões algébricas, estados da matéria, polaridade de moléculas, funções, proporção, taxas unitárias, gravidade e órbitas, probabilidade, entre outros diversos conteúdos das áreas de Exatas e de Biológicas.

Ludo Educativo

Outro site em que o professor poderá encontrar conteúdos em jogos educativos para usar em sala de aula é o Ludo Educativo. Nele, há dezenas de jogos que abarcam desde conteúdos do ensino fundamental passando pelo ensino médio até o pré-vestibular.

Além de games sobre os conteúdos regulares, há aqueles cujo enfoque recai sobre questões de cidadania, como educação para o trânsito, o combate à dengue e a conscientização sobre o uso da água.

O interessante dos games do site é que eles misturam uma narrativa com personagens e um espaço ficcional, a cidade de Feijoville, para construir mecânicas de jogabilidade bastante dinâmicas que trabalham diversas competências do aluno de forma divertida.

O jogo TabuÁgua é um exemplo disso. Nesse game, o jogador, aproveitando férias de verão em Feijoville, participa de uma tradicional brincadeira com os seus amigos na piscina. Ele terá que resolver contas de tabuada para revelar a posição dos outros jogadores na água. Quanto mais rápido o fizer, mais pontos ganha.

Age of Empires

Com bom manejo de turma, até mesmo jogos comerciais podem ser usados com grande proveito como estratégia educacional. A franquia de Age of Empires é um bom exemplo disso.

Esses jogos são baseados em estratégias em tempo real, e a sua competição é simula a criação de um império. No entanto, tudo é feito com referências históricas sustentáveis e o jogo ilustra momentos como a ascensão e queda do Império Romano e do colonialismo europeu.

Nesse game, o jogador pode lançar mão do trabalho dos aldeões para coleta de recursos, de madeira e de comida, além de construir bases militares para expandir o seu exército e proteger os seus povoados.

Age of Empires Ⅲ aborda vários aspectos históricos do processo de colonização dos povos da América pelos europeus, desde os religiosos — como a aliança com jesuítas nas expedições catequéticas — até os tratados militares, a exploração de rotas comerciais e outros aspectos que podem ser utilizados pelo professor de História.

A avaliação das atividades que envolvam os jogos não precisa ser centradas unicamente no desempenho do aluno, mas podem ter como critério a qualidade das suas atitudes durante o jogo, como:

  • o comportamento;
  • o trabalho em equipe;
  • e a participação.

Todas essas atividades podem ser pensadas para funcionarem de forma complementar às aulas sobre os conteúdos abordados, sempre previamente contextualizadas pelo professor.

E você, educador, gostou deste post sobre jogos educativos? Quer implementar essas e outras estratégias tecnológicas para modernizar a sua escola? Então não deixe de baixar o nosso e-book sobre a gestão escolar para o futuro!

Powered by Rock Convert

Quer ficar por dentro das novidades?

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


Portabilis Tecnologia

A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.