4 min de leitura

O que é a instrumentalidade no trabalho do assistente social?

Infográfico agenda 2030 da ONU

Quando nos deparamos com o termo instrumentalidade, logo nos vem à mente um conjunto de instrumentos necessários para realizar determinado trabalho, certo? Isso, de certa forma, está correto. Mas, para o trabalho do assistente social, o conceito vai muito além de ferramentas de trabalho.

É que no caso das políticas sociais, a estruturação das ações vem antes da própria implementação. Por isso, os instrumentos, por si só, não são suficientes.

O assistente social, primeiro, conhece a realidade social na qual realizará a intervenção, e, só depois, faz a proposta dos objetivos a serem alcançados. Ao aliar planejamento e competências técnico-operativas, colocando-as em prática, é mediador de transformações sociais.

O conjunto dessas ações é o que caracteriza a instrumentalidade no trabalho do assistente social.

É a capacidade de modificar a forma de trabalho e se readaptar, focando no objetivo único de alcançar o propósito desenhado, que o trabalhador demonstra o sucesso de suas ações.

Para isso, precisa fazer uso de metodologias. É assim que conseguirá compreender seu objeto de estudo da forma mais ampla possível.

Nesse texto, falaremos de alguns dos instrumentos técnico-operacionais necessários para que o assistente social faça do seu trabalho uma constante transformação social. Continue com a gente:

Por que a instrumentalidade é importante? 

A intervenção, embasada em métodos, demonstra responsabilidade perante a vida dos usuários da política de Assistência Social.

Só assim haverá, por parte do trabalho do assistente social, a garantia de uma operação eficaz.

É com um processo bem desenhado que as mudanças positivas ocorrerão na vida dos usuários do SUAS (Sistema Único de Assistência Social).

Apenas compreendendo a realidade na qual estão inseridos, e implementando medidas pautadas em um planejamento, que a intervenção do assistente social terá o sucesso esperado.

Quais os instrumentos necessários para o trabalho do assistente social?

Os instrumentos a serem utilizados nas intervenções dependerão dos objetivos a serem alcançados em cada uma delas. Por isso, é importante, antes da ação, a construção de um planejamento. Dentre seus itens, deve constar a metodologia a ser aplicada.

Como ferramentas de monitoramento e avaliação, os instrumentos auxiliarão na coleta e análise das informações. E por fim, na avaliação do real impacto versus o que foi planejado. Trata-se, muito além de uma metodologia, mas, uma forma de gestão sistemática, focada no resultado.

Conheça abaixo, alguns dos instrumentos necessários para o trabalho do assistente social. Eles podem ser utilizados por meio de interação direta com os usuários ou, ainda, através de registros e análises dessas interações.

Entrevistas

O objetivo das entrevistas com os usuários é conhecer sua realidade e, com base nisso, orientá-los ou encaminhá-los, conforme suas necessidades. 

Deve haver uma preparação para realizar as entrevistas. O assistente social precisa planejar as perguntas, conhecer previamente a situação e registrar as respostas para posterior avaliação.

Nesse momento, é importante, por parte do entrevistador, o acolhimento do grupo ou do usuário. Sem que faça julgamentos e mantendo um diálogo amigável. 

O instrumento da entrevista é uma etapa fundamental e servirá de base para planejar a intervenção. Portanto, deve ser construída de maneira criteriosa.

Atendimentos

É, em geral, o primeiro contato do usuário com a política de Assistência Social. Por meio desse instrumento é possível encaminhá-lo para outras políticas públicas ou demais equipamentos do SUAS.

O atendimento não deve ser mecânico. Precisa ter acolhida, buscando o entendimento da situação e agindo preventivamente.

 

Visitas

As visitas domiciliares permitem, ao assistente social, conhecer a realidade do usuário e de sua família no meio onde vivem.

O diagnóstico é mais real do que, por exemplo, nas entrevistas. Atender os indivíduos em seus territórios mostra-se um instrumento de trabalho, apesar de desafiante, eficaz.

A partir das visitas, é possível realizar os acompanhamentos ou, se necessário, os encaminhamentos.

 

Acompanhamentos

Após o atendimento, entrevistas ou visitas domiciliares, um plano de acompanhamento é elaborado com o objetivo de superar ou prevenir situações de risco e vulnerabilidade social. 

Possui um caráter continuado, necessitando do contato constante e direto entre o usuário e o assistente social.

 

Atividades em grupo

As atividades em grupo são instrumentos para fortalecer os vínculos comunitários, trazer sensação de pertencimento, trabalhando com temas reflexivos e educativos.

Assim como os demais instrumentos de trabalho do assistente social, as atividades coletivas devem ser planejadas com foco nos objetivos a serem alcançados.

O mediador dessas ações, independente do formato, deve ter controle durante todo o processo de execução para que não haja dispersões, fugindo da real finalidade do trabalho.

 

Estudos sociais 

Instrumento que possibilita levantar dados e gerar informações para ampliar o conhecimento do assistente social acerca das questões que permeiam as famílias, territórios e seus aspectos socioeconômicos.

É através desses estudos que há a possibilidade de ampliação do acesso à serviços, projetos, programas e benefícios socioassistenciais. Eles corroboram, também, na elaboração dos pareceres sociais.

 

Avaliação dos estudos sociais

É através da avaliação dos estudos sociais que o assistente social conclui sua análise, trazendo aspectos da realidade avaliada e o que é necessário para garantir os direitos de proteção social aos indivíduos. É o que chamamos de parecer social.

A perícia social é, também, elaborada a partir dos estudos sociais, contribuindo com as informações necessárias para a concessão, ou não, dos benefícios socioassistenciais.

Tratam-se de instrumentos analíticos e, da mesma forma, sua elaboração deve ser planejada, para que não haja dispersão em meio ao um emaranhado de informações.

 

********

E então? Conseguiu entender o que é a instrumentalidade no trabalho do assistente social? Utiliza grande parte dos instrumentos mencionados aqui? Qual a diferença que faz quando os utiliza em seu trabalho? Conta para nós, será um prazer ouvi-lo!

Se gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros textos como este!

Infográfico agenda 2030 da ONU

    Quer ficar por dentro das novidades?

    Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


    Portabilis Tecnologia

    A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.