4 min de leitura

Recursos educacionais digitais: saiba o que é e como escolher

Despertar o interesse dos alunos por meio de aulas interativas devidamente preparadas e incentivá-los na busca pelo aprendizado é algo que boa parte dos professores deseja, não é verdade?

É inegável que a Era Digital só veio beneficiar a todos com formas novas de enxergar o mundo e, principalmente, com a rapidez com que as notícias transcorrem no dia a dia. Na educação isso também acontece, pois o avanço tecnológico também contribuiu e muito para a evolução escolar.

Todo esse desenvolvimento da tecnologia é importante para quebrar certos paradigmas escolares e trazer uma nova perspectiva para os rumos do ensino. Você sabe dizer o que são os recursos educacionais digitais? Então, confira um pouco mais sobre o assunto!

O que são recursos educacionais digitais?

O conceito refere-se aos arquivos ou mídias digitais que estão disponíveis para domínio público ou possuem uma licença para uso, com a finalidade de proporcionar aos alunos uma experiência de aprendizado e pesquisa mais enriquecedora.

Essas ferramentas dão o suporte necessário para que os professores possam preparar aulas com um conteúdo mais leve e direcionado às expectativas da Geração Z, os ditos “nativos digitais” do século XXI. Afinal, ao falar a linguagem deles, você estimula o pensamento crítico.

Ainda assim, antes de qualquer implementação no ambiente escolar, é imprescindível verificar se esses recursos estão de acordo com o propósito pedagógico da instituição de ensino, se promove formas efetivas de melhorar a avaliação dos alunos com conteúdo engajador, a infraestrutura do lugar e, naturalmente, se é de fácil manuseio.

Quais são os tipos de recursos digitais que podem auxiliar nas aulas?

Antes de tudo, você deve identificar quais são os requisitos básicos em relação ao que pretende mostrar aos seus alunos por meio da tecnologia, quais conteúdos gostaria de apresentar e como isso fará a diferença na forma de aprendizado para que a matéria seja melhor assimilada e, consequentemente, influencie positivamente as notas.

Acompanhe a seguir estas 4 dicas de recursos tecnológicos que podem ser usados para deixar o ambiente de sala de aula muito mais agradável para aprender:

1. Mostre vídeos ou filmes com relação à matéria

Muitas vezes, devido à rotina corrida e às responsabilidades que a profissão acaba trazendo, fica complicado organizar um plano de estudos adequado e estruturado para o dia seguinte, não é mesmo? Entretanto, utilizando-se de vídeos que possam embasar o que será explicado, você otimiza seu tempo em torno de pesquisas e poderá passar maior credibilidade acerca de um assunto aos alunos.

O YouTube e o Vimeo, por exemplo, são ferramentas muito utilizadas para exibição de vídeos, pois contam com acervos bem interessantes e diversos de canais e vídeos que facilitam a vida dos profissionais de educação.

Muitos professores também utilizam o Netflix para aplicar suas aulas, uma vez que o site de conteúdos em streaming possui uma coletânea interessante de documentários e filmes que podem ser usados como reforço para as matérias.

Assim, a exibição de vídeos promove maior acessibilidade ao conteúdo, assim como aumenta a interação entre os alunos, além de fomentar a criatividade e servir como ótimo material complementar para auxílio quando precisam estudar para as provas.

2. Apresente sites úteis para o ensino

A internet é um meio inesgotável de informações das mais variadas possíveis. No entanto, é preciso filtrar aquilo que realmente será útil e agregador para a formação e desenvolvimento do aprendizado aos alunos nas escolas. 

Dependendo da disciplina lecionada, é possível aplicar em sala de aula algum site com uma proposta educacional atrativa para os alunos. Confira algumas sugestões:

  • Inglês: Duolingo; Up to ten; Activity Village; Fun Brain;

  • Biologia: Só Biologia; Planeta Bio; Bio Mania; Biologia da Saúde;

  • Matemática: Só Matemática; Khan Academy; Matematiquês; Calcule Mais;

  • Português: Gramática online; Português fácil; Portal Gramaticando;

  • Química: A graça da Química; Química sem segredos; Molecular Expressions; Chemkeys;

  • Física: Adoro Física; Estude Física; FísicaNET; Só Física;

  • História: OpenLearn; História do Mundo; História Livre; Café História;

  • Geografia: Guia Geo; Geografia para Todos; Visão Geográfica.

3. Use jogos online

Esse recurso aumentará a interatividade entre os estudantes e trará para a sala de aula uma experiência lúdica e educativa com o intuito de manter a atenção, além de ensinar por meio dos desafios que os jogos empregam. Vale ressaltar que os jogos online possuem inúmeros benefícios cognitivos e, ao estimular o cérebro, muitas sinapses e percepções diferentes são criadas.

Outros benefícios interessantes para se lembrar são que os jogos aliviam sintomas de ansiedade e depressão, agilizam o pensamento, estimulam a memória e instigam o desenvolvimento de crianças e adolescentes. 

Alguns exemplos interessantes que podem ser usados em sala de aula são os jogos Age of Empires, Sim City, Skillz, Democracy e Feel the Music.

4. Ensine com o auxílio de aplicativos

Os aplicativos vão proporcionar para a aula uma forma mais agregadora de aprendizado, além de estimularem a vontade de aprender mais, sendo que alguns incentivam até a competitividade saudável, despertando ainda mais o interesse dos estudantes com relação ao ensino.

Com interfaces agradáveis e interativas, muitos desses apps são disponibilizados para todas as plataformas de uso, o que os torna bastante fáceis de usar. A praticidade também é levada em consideração, visto que vastos conteúdos poderão ser acessados em poucos minutos por intermédio de aplicações educativas e, muitas vezes, com conteúdo interno da escola.

Alguns bons exemplos que podem ser utilizados em sala de aula são os aplicativos do Google, Kahoot, Exercitando Matemática, Edmodo, History: Maps of World, entre outros.

É necessário que você saiba identificar quais são as verdadeiras necessidades de seus alunos, analisar o perfil de cada um e testar quais as melhores formas de ensinar as matérias para que consigam aprender da melhor maneira e levar esse conhecimento pela vida acadêmica e profissional.

Como você viu até aqui, o uso dos recursos educacionais digitais permite que os educadores consigam transmitir aquilo que sabem de maneiras mais simples de se absorver o que é dito. Ou seja, são ferramentas eficientes e eficazes para as escolas.

Conseguiu sanar todas as suas dúvidas sobre o assunto abordado? Então, não perca a oportunidade e confira também quais são as 5 vantagens da tecnologia para planejar aulas na escola pública!

 

 

    Quer ficar por dentro das novidades?

    Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


    Portabilis Tecnologia

    A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.