4 min de leitura

Inclusão na escola: os professores estão preparados?

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Sabemos que a inclusão na escola avançou a passos largos nos últimos anos. A instituição de uma política nacional determinando o direito de crianças e adolescentes com deficiência a estudarem em escolas regulares fez com que todos os alunos se beneficiassem com a convivência e respeito às diferenças.

Apesar dos avanços, é inegável que ainda há o que ajustar para que esses alunos sejam totalmente incluídos nas escolas.

Os ajustes vão desde uma formação adequada aos professores, recursos distribuídos de maneira mais eficiente até uma mudança de olhar dos docentes diante dos desafios que a temática traz para a sala de aula.

Em uma pesquisa realizada pelo QEdu para a Nova Escola, 70% dos professores destacaram que a inclusão é o tema que mais necessitam de reforço em formação.

Os docentes afirmaram que, por se tratar de uma tarefa complexa, necessitam de maior qualificação para dar aula aos alunos com deficiência. Na pesquisa, a inclusão disparou na frente de outros assuntos que também são considerados complexos, como lidar com tecnologia.

inclusão na escola

A realidade nas escolas se mostra mais complexa do que as diretrizes educacionais dispostas no papel. É sobre a inclusão na prática que falaremos adiante.

Inclusão na escola na prática

A formação quando ocorre, possui profundas lacunas entre teoria e prática. O currículo dos cursos voltados à inclusão priorizam o estudo das deficiências e suas características, em detrimento de temas práticos que abordam o processo do ensino e da aprendizagem.

O resultado é a desconexão com a realidade dos alunos e a ausência de articulação entre educação especial, rede de apoio e ensino regular.

A formação inicial e continuada precisa estar conectada com o cotidiano escolar, para que os professores, ao planejar as aulas, olhem mais para as competências dos alunos do que para suas limitações.

A homogeneização do ensino nas escolas é outra barreira para a efetividade da inclusão. A busca por um padrão de ensino acaba excluindo as diferenças e impedindo o acolhimento dos alunos com deficiência.

O rompimento dos moldes pré-estabelecidos é crucial para abrir caminho para uma nova estrutura onde as diferenças são valorizadas.

Mas, sabemos que para adaptar os currículos às diferentes realidades dos alunos, é necessário que os professores estejam menos sobrecarregados no seu dia a dia. Algumas rotinas, como as administrativas, consomem grande parte do tempo dos docentes. 

A adoção de tecnologias que automatizem esses trabalhos tem se mostrado uma boa opção para desobstruir o tempo dos professores e para que consigam focar nas diferenças e na aprendizagem de cada aluno em sala de aula.

Com a disponibilidade do professor, e, diante de uma formação focada em competências, a motivação dos alunos para aprender será maior e a inclusão ocorrerá de maneira mais fluida.

Como facilitar o processo de inclusão?

A educação inclusiva é uma prática que está em construção. No dia a dia, o professor se depara com diversas situações e precisa resolvê-las no ato, conforme o conhecimento adquirido até então.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Para facilitar o processo de inclusão na sua escola, separamos algumas sugestões e apresentamos abaixo.

Promova encontros para troca de experiências

E, por que não formar dentro da própria escola? Os gestores podem promover reuniões e trocas de experiências entre os professores, sendo os mediadores do conhecimento e fazendo com que sugestões de melhorias também sejam trazidas nestes encontros.

Pode haver, inclusive, o que chamamos de multiplicadores do conhecimento. Caso não seja possível conceder formação a todos os docentes, alguns podem ser escolhidos para receber treinamentos e disseminar entre os colegas.

Relatos sobre situações em sala de aula e questões específicas sobre determinados alunos também podem ser trazidas pelos professores, com o intuito de compartilhar ideias e enfrentar os desafios do dia a dia com maior facilidade.

A aquisição de conhecimentos e a troca de experiências é importante para formar a base da prática pedagógica e desconstruir pensamentos equivocados sobre a inclusão escolar.

Conheça os alunos e suas competências

Apesar de exigir maior tempo dos professores, procurar conhecer os alunos é essencial para que efetivamente haja inclusão na sala de aula.

É importante considerar um tempo no planejamento para conhecer melhor os alunos e criar estratégias que os desenvolvam e realcem suas competências.

Durante muito tempo se acreditou que identificar as limitações dos alunos com deficiência seria o caminho ideal para trabalhar suas diferenças, porém, pode ter um efeito paralisante. Buscar as competências e trabalhá-las favorece uma maior participação do aluno nas aulas e, por consequência, uma maior aprendizagem.

A observação estratégica, distribuída em diversos momentos da aula, mostra-se uma excelente ferramenta para adquirir conhecimento a respeito das competências dos alunos. Servirá de base para adaptar o currículo, metodologias e formas de avaliação em sala de aula.

Adapte currículo, metodologia e avaliação

Diferente do que as instituições escolares costumam praticar, a adaptação do currículo, das metodologias e formas de avaliação à singularidade dos alunos é essencial para que a inclusão na escola aconteça.

Respeitar os percursos individuais, ouvir a voz e as experiências dos alunos, partindo da realidade de cada um deles, promove um engajamento maior nas aulas e os motiva a aprender conforme seu próprio ritmo.

Sabemos que os professores, por vezes, são responsabilizados pela resistência às mudanças trazidas pelo processo de inclusão na escola. Mas, devemos admitir que sem o esforço contínuo desses profissionais, não teríamos alcançado metade da realidade inclusiva existente hoje nas escolas Brasil afora. 

Estamos em um momento de ajustes e construção. Mais do que esperar por decisões maiores, devemos apoiar os professores com medidas que estão em nosso alcance, para que consigam efetivar a inclusão na sala de aula e gerar a aprendizagem dos alunos conforme as diferenças de cada um deles.

********

E então? Como está acontecendo a inclusão na sua escola? Quais os desafios que encontra na prática? Conta para nós a sua experiência, será um prazer ouvi-lo!

Se gostou desse conteúdo, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros textos como este!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Quer ficar por dentro das novidades?

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos incríveis toda semana!


Portabilis Tecnologia

A startup de tecnologia que ajuda os governos municipais a superarem a falta de informação através de soluções inteligentes, para aumentar o impacto das políticas públicas de educação e assistência social, focando em transformações sociais e a garantia do acesso de todos os brasileiros aos seus direitos.